Comprar um carro

Nesse texto, apresentamos uma reflexão consciente para quem busca realizar o grande sonho de aquisição do automóvel zero.

Sonho sustentável. Essa é a ideia que todo consumidor inteligente precisa desenvolver antes de adquirir algum bem que exige um certo desprendimento financeiro depois de sua aquisição.

O que quero dizer com isso? Vou explicar! Conheço muitos amigos que chegam para mim e dizem: tenho o sonho de comprar um carro! Esse é um sonho desse tipo. Um sonho que você precisa planejar como se vai ter e, principalmente, como se vai manter.

Muita gente pensa que comprar um carro é apenas pagar as prestações de um financiamento e colocar combustível semanalmente. Porém, a manutenção de um carro, mesmo que seja zero, exige um controle financeiro e uma preparação para consumação de sua renda anual.

O carro é um sonho que exige planejamento, organização financeira e muita disciplina para viver anotando tudo na ponta do lápis, esses cuidados são indispensáveis para que o “sonhador motorizado” não venha ter pesadelos com a instituição financeira, ou até mesmo, ver um oficial de justiça removendo seu sonho da garagem e o levando para os famosos leilões de carros apreendidos por falta de pagamento.

Sonhar é simples, mas prepara a vida, o momento oportuno para a realização de todas as vontades é uma lição que merece ser exercitada para uma satisfação real e completa.

Vamos fazer um breve exercício – vamos comprar um carro?

Digamos que eu tenha um salário líquido (não falo o bruto) – líquido, de R$ 3.500,00 reais mensais. Um salário médio e bem dentro dos padrões da classe média brasileira.

Com esse salário líquido, terei recebido no ano, sem o 13º, a quantia líquida de R$ 42.000,00 anual – lembrando que não estou contando com bonificações, o décimo terceiro ou gratificações por produtividade e nem participação de lucros.

Dentro da minha realidade de R$ 3.500,00 mensais vou analisar para comprar um carro de até R$ 50.000,00. Porém, vi um modelo por R$ 45.000,00 perfeito para mim. Vou dar R$ 10.000,00 de entrada e financiar o restante (R$ 35.000,00) em 60 parcelas.

Destaque importante – estou comprometendo determinado valor da minha renda líquida pelos próximos cinco anos de trabalho (coisa que ninguém pensa na hora de realizar à vontade).

Agora, vamos estimar (valores próximos da realidade) o que significa ter esse carro por um ano na minha vida financeira.

Entrada paga, financiamento de R$ 35.000,00 em 60 meses, digamos que a taxa de juros cobrada pela instituição financeira seja algo em torno de 1.5% ao mês, a parcela ficará em torno de R$ 888,77 mensais.

Vamos colocar na ponta do lápis os custos por ano:

Financiamento do carro – R$ 888,77 ao mês – R$ 10.665,40 pago de parcelas por ano;

Combustível – R$ 100,00 por semana – R$ 400,00 por mês – R$ 4.800,00 por ano;

Seguro – R$ 2.500,00 por ano;

Troca de óleo – R$ 150,00 por vez – R$ 450,00 3x por ano;

Limpeza – R$ 20,00 por semana – R$ 80,00 por mês – R$ 960,00 por ano;

IPVA – R$ 1.200,00 por ano;

Licenciamento e emplacamento – R$ 200,00 por ano;

Lembrando que todos esses valores não são reais, são apenas uma estimativa da realidade, para uma pessoa que ganha R$ 42.000,00 líquidos por ano, um carro de R$ 10.000,00 de entrada, onde R$ 35.0000,00 foi financiado em 60x, a uma taxa de 1,5% a.m, com todos esses valores estimados, a manutenção anual do carro sai por R$ 31.440,00

Ou seja para uma pessoa com salário líquido de R$ 42.000,00 anual, um carro de R$ 45.000,00, chega a consumir mais de 70% da renda anual. E isso, pelos próximos 5 anos, sem levar em consideração nenhum tipo de sinistro.

Sonhar é bom, mas planejar a manutenção do sonho é muito importante na hora de querer realizá-lo. Cuidado com a pressa. Cuidado com as pressões familiares ou de amigos. Cuidado com os apelos da mídia.

Consumir de forma inteligente é acima de tudo consumir sem ser consumido!

Fábio Mesquita Torres