Mais Sustentável

EDP é eleita a Empresa Mais Sustentável do Setor de Energia

A Companhia se destacou pelos investimentos inovadores em energia Solar no Brasil

 

A EDP Brasil, companhia com atuação nas áreas de Distribuição, Comercialização e Soluções em energia, Geração e Transmissão, foi eleita a Empresa Mais Sustentável do Setor de Energia Elétrica do Guia Exame de Sustentabilidade na edição de 2017. O levantamento é o maior e mais respeitado sobre as práticas de responsabilidade corporativa do País.

No Ceará, a EDP contra a UTE Pecém, que tem capacidade instalada de 720 MW, correspondente a cerca de 45% da energia consumida no Ceará. A empresa gera 370 empregos diretos e 1.053 empregos indiretos. A atividade da usina é responsável pela transformação do Ceará de estado importador para estado exportador da energia elétrica.

Neste ano, o guia avaliou informações sobre 173 empresas que responderam ao questionário preparado pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (GVces), que analisou os desempenhos na Dimensão Geral, Dimensão Econômica, Dimensão Social e Dimensão Ambiental das empresas. O Guia de Sustentabilidade 2017 contou com um grupo renomado de conselheiros da área, reforçando a credibilidade do prêmio.

Pela primeira vez, a pesquisa incluiu perguntas específicas sobre o nível de adesão das empresas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU, que estão em linha com os compromissos do Grupo EDP em relação à Sustentabilidade por meio dos Objetivos EDP 2020, reunidos em quatro categorias: gerar valor econômico, gerir assuntos ambientais e climáticos, desenvolver suas pessoas e melhorar a confiança.  “A EDP já esteve presente em oito edições do Guia Exame de Sustentabilidade e entendemos esse reconhecimento como resultado de um constante amadurecimento de nossa prática de sustentabilidade. A aposta da Energia Solar distribuída, que foi destacada no Guia Exame, constitui uma prioridade estratégica para a Companhia, pelo qual nos sentimos prestigiados por este reconhecimento”, destaca Miguel Setas, presidente da EDP Brasil.

Presente no Brasil há 22 anos, a EDP foi listada no Guia Exame de Sustentabilidade dos anos de 2009, 2010, 2011, 2013, 2014, 2015 e 2016.