Artesanato

Artesanato cearense é exposto na 28ª edição da Feira Nacional de Artesanato

O Governo do Ceará, através da Central de Artesanato do Ceará (Ceart), participa da 28ª Feira Nacional de Artesanato (FNA), que teve início nesta terça-feira (5) e segue até o dia 10 de dezembro, na cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais. A previsão é de que a maior feira da América Latina receba cerca de 200 mil visitantes, que poderão adquirir os produtos expostos nos 1100 stands de artesãos de todo o Brasil e de outros países.

A primeira-dama do Ceará, Onélia Santana, que visita a feira nesta quarta-feira (6), destacou a importância de participar de eventos artesanais. “O Ceará está sempre presente nas principais feiras estaduais e nacionais desse segmento. Seja no Brasil ou fora dele, precisamos mostrar para as pessoas a riqueza do nosso belo artesanato. Com esse incentivo, beneficiamos milhares de artesãos que vivem dessa arte e aproveitam para fechar negócio diretamente com o cliente”, salientou.

Durante a Feira Nacional de Artesanato, 1.438 artesãos cearenses, de 53 entidades ou grupos produtivos, serão beneficiados com a comercialização das peças do Ceará. Na ocasião, estarão ainda presentes artesãos trabalhando ao vivo durante todo o evento, nas mais diversas tipologias, para valorizar e difundir os saberes tradicionais e, assim, ampliar os canais de comercialização do rico e legítimo artesanato cearense com o consumidor.

Central de Artesanato do Ceará (Ceart)
Historicamente, o Ceará desponta no cenário nacional como um Estado que reconhece no artesanato uma de suas grandes vocações produtivas cumprindo importante papel no desenvolvimento regional. Além do elevado potencial de geração de emprego e renda, o setor promove a inserção da mulher e do jovem na cadeia produtiva e comercial, fixa o artesão em seu lugar de origem e consolida a identidade cultural cearense.

O Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Estado do Ceará (PDA), vinculado à Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), é a política pública do Governo do Ceará destinada ao setor e tem o objetivo de valorizar o artesanato cearense preservando a cultura, o talento, a tradição e a arte popular de cada região do Estado. Dessa forma, desenvolve ações e projetos para qualificação de artesãos, apoia a comercialização, realiza a gestão da Ceart e gerencia o Fundo Especial de Desenvolvimento e Comercialização do Artesanato (Fundart).

Atualmente, no Ceará, a Ceart conta com quatro lojas. Em Fortaleza, os produtos confeccionados pelos artesãos cearenses estão nas lojas localizadas no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, no Shopping Rio Mar e na loja matriz, localizada na Praça Luíza Távora. Já no interior do Ceará, o legítimo artesanato cearense estão na loja em Guaramiranga. A Central conta hoje com cerca de 42 mil artesãos cadastrados, que produzem mais de nove mil itens, com preços a partir de R$ 5,50.

Serviço:
28ª Feira Nacional de Artesanato
Quando: Até o dia 10 de dezembro de 2017
Onde: Avenida Amazonas, 6030, bairro Gameleira – Belo Horizonte
Quanto: Terça feira – aberto somente para lojistas / Quarta e quinta – R$ 10,00 / Sexta, sábado e domingo – R$ 15,00