Fique por dentro!

Dia Internacional da Dança no Karthaz Studio

O Dia Internacional da Dança é comemorado na semana de 23 a 29 de abril com uma programação que integra diversos espaços da cidade.

O mês de abril, especialmente o dia 29, é lembrado, nas artes, pela comemoração do Dia Internacional da Dança. Para os artistas e público, é momento de lançar luz às diversas questões que envolvem a situação desta linguagem dentro da conjuntura atual do país. Neste ano, o grande foco pousa na formação em dança da cidade. Fazer dialogar as diferentes instituições formativas de dança que atuam em Fortaleza, através de debates, conversas, visitas, oficinas, palestras e mostras. E desse modo, voltar o olhar da sociedade para a relevância desta arte, chamando a atenção para a importância da dos percursos formativos e sua continuidade, bem como pautar os governantes para as necessidades dos profissionais que atuam na área, incluindo as questões da cultura e das artes na educação.

E neste sábado, 28, a partir das 17h, o Karthaz Studio abre suas portas para receber o público para comemoração especial com a Festa do Dia da Dança, o novo solo de Sílvia Moura, Tempestade; o espetáculo Experimento de um Intergaláctico Nº 2 com Maria Epinefrina; Vogue Contest com Natasha & Amigas e encerrando com Dj Pullsant. A entrada é gratuita.

DIA INTERNACIONAL DA DANÇA EM FORTALEZA

O Dia Internacional da Dança foi criado em 1982 pelo Comitê Internacional da Dança da UNESCO e é promovido anualmente pelo Conselho Internacional de Dança (CID). A data é uma homenagem ao nascimento do bailarino e mestre francês Jean-Georges Noverre (1727 – 1810), responsável pela introdução de novos paradigmas de dança cênica.

Em Fortaleza, profissionais, estudantes e entusiastas da dança irão celebrar o Dia Internacional da Dança durante toda a semana de 23 a 29 de abril na Prodança, Vila das Artes, Karthaz Studio, Porto Iracema das Artes, Universidade Federal do Ceará e Theatro José de Alencar.

A programação é gratuita e está disponível no site http://www.semanadanca.com

Destacamos abaixo em especial a programação do dia 28 de abril no Karthaz Studio que fica na Rua Pero Coelho 442 – Centro (atrás do Banco Central). Mais informações acesse http://www.karthazstudio.com

17h: Abertura Festa do Dia da Dança

18h: Tempestade, o novo solo de Silvia Moura

19h15: Espetáculo: Experimento de um Intergaláctico Nº 2 com Maria Epinefrina

20h: Vogue Contest: Natasha & Amigas

20h30 – 22h30: Festa com DJ Pullsanti

Serviço

Dia Internacional da Dança

Karthaz Studio

Rua Pero Coelho, 442 – Centro (atrás do Banco Central)

Mais informações: http://www.karthazstudio.com

Gratuito

ESPETÁCULOS E SINOPSES

Tempestade, um solo de Silvia Moura

Desistir-existir-resistir e finalmente começar

Tudo de novo, um ciclo infindável de pequenas desistências. Seria como um morrer??? Ou como um espaço vazio , um grande silêncio, sem ruídos ou pensamentos???? Ou seria como viver com tal intensidade que explodisse em partículas minúsculas de intensa vida, mas que por serem tão pequenas ninguém as vê. Existir de um jeito contrário ao que se possa crer como real existência por isso mesmo se parece com a ideia de morte , de findar-se. desistir de si como corpo que dança, pensa dança, move e respira. Desistir como último embate de um corpo que insiste em mover-se apesar da ideia de desistir ser contrária ao impulso de mover-se. Seria isso resistência???? Como resistir sem desistir e assim seguir insistindo em mover-se ????

Produção: João Paulo Pinho

Experimento de um Intergaláctico Nº 2 de Maria Epinefrina

O Experimento de um Intergaláctico numero 2 é o compartilhamento da pesquisa de movimentação que vem sendo trabalhada pela bailarina Maria Epinefrina a cerca de um semestre para o seu mais novo trabalho cênico intitulado Intergaláctico.

A pesquisa de movimentação parte da ideia do corpo intergaláctico que é corpo que se desdobra no tempo e espaço, Maria se inquieta em explorar outros espaços por meio de sua movimentação, experimentar outras estruturas, descobrir mais sobre sua corporeidade dançante e o que pode esse corpo poderoso, a pesquisa de movimentação em si é um questionamento e uma provocação para outras percepções do corpo contemporâneo, na dança contemporânea.

A bailarina vem avançando nessa movimentação com base na experimentação, observação da corporeidade nos espaços contemporâneos, na sua pesquisa “Espaço de modular – que espaço a minha corporeidade ocupa?” desenvolvida no seu curso bacharelado em dança na Universidade Federal do Ceará.

Epinefrina é uma artista que cria, produz e dirige seus próprios trabalhos e algum desses trabalhos ela também os dança então para ela é muito importante, neste caso, compartilhar suas percepções e seus processos criativos, com isso vem a ideia dos experimentos de um intergaláctico como parte fundamental do processo criativo, para poder construir algo forte, para descobrir, perceber, se por em experiência e a diante do olhar do outro.

Intergaláctico importa porque fala de movimentação e sobre ser corpo e em eras que o corpo e sua corporeidade são vista em caixinha pré-estabelecidas levantar outras percepções é fundamental.