Cultura Fique por dentro!

Putz, a Menina que Buscava o Sol

Espetáculo “Putz, a Menina que Buscava o Sol”

Cia. Prisma de Artes

A partir do texto de Maria Helena Kühner, autora nascida em Minas Gerais e com uma escrita demarcada pela criação artística de cunho social e político, a peça traz a história de Putz, uma menina que resolve buscar o sol, que tem todas as cores, pra não ser da cor que as pessoas querem que ela seja. A peça reforça essa ideia numa trajetória lúdica da menina em busca de si mesma e traz nas cores a metáfora das próprias experiências.

“Putz, a Menina que Buscava o Sol” estreou em outubro de 2017, compondo a programação do 7º TIC – Festival Internacional de Teatro Infantil do Ceará. Após sua estreia o espetáculo apresentou-se no Centro Cultural Banco do Nordeste – CCBNB e no SESC Iracema.

O mais novo espetáculo que integra o repertório da Companhia Prisma de Artes surgiu de uma parceria com a diretora Herê Aquino, pois era desejo do grupo conhecer um pouco mais de sua pesquisa sobre o teatro ritualístico que investiga o cruzamento de linguagens artísticas no teatro visando, sobretudo, o próprio ato teatral e o encontro/rito entre ator e espectador.

Em busca de dar mais um salto qualitativo nas montagens realizadas pela Companhia, o gestor e ator do grupo Raimundo Moreira ressalta: “O convite a Herê surgiu da busca por um aperfeiçoamento artístico no trabalho do grupo. E foi uma escolha acertada, pois veio aprimorar nosso trabalho, contribuindo para a criação de um espetáculo sensível e de qualidade para o público infantil”. Herê Aquino destaca: “Esse trabalho é mais uma experiência que tive o prazer de realizar em parceria com a Cia Prisma de Artes. Um grupo residente no Dias Macedo, bairro da periferia de Fortaleza, onde sabemos ser difícil chegar os incentivos públicos culturais e que há cerca de 35 anos vem demonstrando, com muita determinação, a luta pelo teatro de grupo na cidade de Fortaleza”.

Sinopse

Uma trajetória lúdica em busca de si mesma. Putz é uma menina inquieta, viva e disposta mesmo quando triste. Como a mãe, o pai, os irmãos querem que ela seja de uma determinada cor, ou de um determinado jeito, resolve buscar o sol que tem todas as cores, ou todas as experiências.

Para isso atravessa a terra do fogo, da água e dos ventos em companhia de amigos que vão contribuindo com essa trajetória. Brincando vão crescendo, vencendo os medos, enfrentando os desafios e descobrindo a força de estar junto.

O espetáculo pontua a trajetória/crescimento de Putz como ritos de passagens que são, simbolicamente, pontudos por antigas brincadeiras infantis, músicas, coreografias e por elementos circenses.Um convite para crianças e adultos que acreditam que, brincando, construímos outras possibilidades de vida.

Ficha Técnica

Direção: Herê Aquino

Texto: Maria Helena Kuhner

Elenco: Célio Silva, Gal Saldanha, Jocasto Britto, Luisete Carvalho, Marina Brito e Raimundo Moreira

Produção: Luisla Carvalho e Brenda Louise

Assistente de produção: Luciano Chaves

Iluminação: Wallace Rios

Cenografia: Klebson Alberto

Figurino: Lara Leôncio

Fotografia: Lili Rodrigues

Músicas: Criação coletiva

Dias 6, 12, 13, 19, 20, 26 e 27 de maio de 2018, às 17h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia). Classificação etária: Livre.