Hoje, dia 24, a ex-atleta Lais Souza chega a Fortaleza para ministrar palestra em comemoração aos 20 anos do Centro Universitário Estácio do Ceará. O evento, para alunos e convidados, acontece às 19h, no auditório da unidade Via Corpvs (R. Eliseu Uchoa Beco, 600 – Patriolino Ribeiro).

Com o tema “Superando Limites”, Lais falará sobre os seus desafios e conquistas nos últimos anos. A vida dela foi dedicada à Ginástica Artística desde os 10 anos de idade, tendo conquistado diversos títulos e medalhas, além de representar o Brasil em duas olimpíadas – Atenas (2004) e Pequim (2008). Esteve entre as quatro melhores atletas desse esporte e, em função de uma lesão na mão esquerda, não pôde atender o convite do COB e participar dos jogos olímpicos de Londres (2012).

No ano seguinte, aceitou o desafio de começar em um novo esporte – Esqui Aéreo – e, no mesmo dia que receberia a notícia da classificação para a Olimpíada de inverno de 2014, sofreu o acidente que mudaria a sua vida. Lais venceu o risco de morte e o prognóstico era tetraplegia, respiração e alimentação dependente de ajuda de aparelhos sem perspectiva de melhora.

Mas foi cantando durante a sessão de fisioterapia que ela derrubou o parecer médico e respirou sem a ajuda de máquinas pela primeira vez. Daí em diante, novas “pequenas vitórias”, como Lais costuma se referir, iriam escrever uma história de superação. Hoje ela divide as lições da vida de atleta e das conquistas pessoais através de palestras e, em breve, quando concluir a graduação em Psicologia pela Universidade Estácio, como psicóloga esportiva.

Sobre o programa Estácio no Esporte

O programa Estácio no Esporte existe desde 2013 e é um dos pilares do Programa de Responsabilidade Social Corporativa da instituição, ao lado de Cultura, Cidadania e Escola. São mais de 300 atletas patrocinados e apoiados por meio de bolsas de estudo, envolvimento na promoção de alguns dos principais eventos esportivos do Brasil, bem como parceria com diversas ONGs e instituições esportivas. A Estácio também é signatária do Pacto pelo Esporte.

O programa Estácio no Esporte conta com atletas como Rafaela Silva (Judô), Laís Souza (ginástica), Chloé Calmon (surfe), Daniele Hypolito (ginástica), Marcelinho (basquete), entre outros. Presente nos Jogos Rio 2016, a Estácio foi a primeira instituição de ensino apoiadora olímpica e, por meio de sua área de soluções corporativas, foi a provedora dos serviços de seleção e capacitação dos 140 mil voluntários e 6000 colaboradores dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.