O presidente da Fecomércio Ceará Maurício Filizola apresentou na manhã de hoje as ações previstas para os próximos anos pela instituição e o presidente licenciado, Luiz Gastão Bittencourt discutiu os resultados da sua gestão no Ceará nos últimos 20 anos.

Dentre os novos projetos apresentados estão a construção e a inauguração de novas unidades, dentre elas: Faculdade Senac – Pólo de Desenvolvimento de Gestão Empresarial, o Centro Cultural Sesc Aldeota, a Unidade de Lazer Praia do Futuro, as Delegacias Regionais Fecomércio, a ampliação do programa Futsal Sesc e o projeto de sustentabilidade e energia solar. Além destas, estão previstas missões empresariais e o projeto de prioridade de compras governamentais de produtos e serviços de empresas cearenses.

Há também um projeto comum entre Sesc e Senac. Será a Unidade Sesc/Senac, no município de São Benedito, na Serra da Ibiapaba.

Alguns destaques são a ampliação da Escola Educar Sesc de Ensino Fundamental, em Fortaleza, que ampliará a capacidade para atender cerca de 3 mil alunos e o Hotel Ecológico Sesc Iparana que passa por ampliação da estrutura, modernização das acomodações, com vista para o mar, e nova identidade visual. Ainda pelo Sesc, até 2019, serão inaugurados 16 Museus Orgânicos. Espaços nas casas dos Mestres de Cultura com adequação de espaços de convivência, abertos ao público.

Já o Senac irá ganhar uma nova unidade no Shopping RioMar Fortaleza, com ambiente para aulas expositivas e cozinha pedagógica. Também estão em andamento o Centro de Formação de Vigilantes, uma nova unidade voltada para a formação, extensão e aperfeiçoamento de vigilantes; além do Senac Reference, unidade localizada na avenida Desembargador Moreira, que contará com uma área pedagógica mais moderna e inovadora.

Para Luiz Gastão “há uma carência enorme ainda de população a ser atendida e isso só será possível se juntarmos as forças de governo e a iniciativa privada e respeitarmos as ações não como política partidária mas termos mais programas de estado e menos programas de governo”.

Dentre os resultados alcançados no último ano estão mais de 150 mil empresas representadas no estado e 33 sindicatos patronais filiados., 187 pesquisa desenvolvidas pelo IPDC, para apoiar o planejamento dos empresários, um índice de renovação do público atendido pelo Sesc alcançando 98% e 5,9 milhões de horas/aula em cursos e ações extensivas em 2017/2018.

Gastão esclareceu que “não podemos analisar os números só pelo crescimento de matricula, nós fizemos uma mudança total em relação a toda a estrutura pedagógica, implantamos no Ceará os itinerários informativos que viraram case e hoje são adotados pelo Senac nacional, com eixos integradores que incluem ética, cidadania e meio ambiente, por exemplo”.


Novos Começos

Mauricio Filizola reforçou que este é um momento de fortalecermos nossa relação com o empresariado , “de nos aproximarmos e através do serviços mostrarmos nosso papel, entendendo que a entidade é a principal organização de representatividade do nosso estado nas negociações coletivas e nos embates políticos”.

O presidente falou do cenário socioeconômico e político, o fim da obrigatoriedade da contribuição sindical e apresentou novos desafios “Nós estamos buscando alternativas não só na federação, mas em toda a base de sindicatos, e sempre ouvindo os conselhos para colocar em prática novas e boas ideias”.

Dentre as soluções propostas estão a: melhoria da percepção da atuação das instituições, com reforço nas ações de comunicação efetivas e sistemáticas com a sociedade, além de ações que promovem a autossustentabilidade, a ampliação de convênios e parcerias na oferta de produtos, serviços e vantagens para os empresários e ações de unificação das gestões do sistema.