É NESTE SÁBADO, 07/07, SOBRADO DA ABOLIÇÃO ABRE SALÃO DE FOTOGRAFIA 2018 EM PACATUBA

O Sobrado da Abolição – Centro Cultural Eduardo Campos sedia o Salão de Fotografia 2018,de 07 de julho a 10 de agosto, em Pacatuba. Com registros que exercitam olhares para a cidade, o salão reúne 24 fotografias selecionadas e quatro premiadas na segunda edição do Concurso de Fotografia. Para abrir a mostra no sábado (07), a partir das 18h, acontece bate papo com os curadores do concurso: o fotógrafo Igor Grazianno e as artistas visuais Virgínia Pinho e Waléria Américo.

O Concurso de Fotografia é realizado em parceria entre o Instituto Eduardo Campos (IEC) e a Prefeitura Municipal de Pacatuba, por meio da Secretaria Municipal de Cultura.Lançado em 2017, propôs em sua segunda edição uma temática livre, estabelecendo quatro categorias concorrentes com uma foto de cada: Moradores; Visitantes; Escola Pública Municipal e Fotos Tiradas com Câmera Celular.

Na Categoria Moradores a foto vencedora desse ano é de autoria de Mayara Soares Sousa; a da Categoria Escola Pública de Pacatuba é de Kessia Sara da Costa Lima; a da Foto Feita com Câmera Celular é de Francisco Giovanildo Teixeira de Souza e a da Categoria Visitantes é de Ariel Ferreira do Nascimento.Mais de 100 fotografias foram inscritas e avaliadas pelos curadores.

“O desafio da equipe curatorial não consistiu apenas em selecionar as fotografias, mas pensar no plano expositivo que considera o espaço em seu contexto territorial considerando as mediações sociais, políticas e educacionais”, destaca a artista, educadora e articuladora das ações culturais do Sobrado da Abolição, Juliana Capibaribe. O objetivo do bate papo é compartilhar esses processos com os selecionados e o público do Sobrado, promovendo uma troca de experiências e conhecimentos.

Juliana destaca ainda que, desde o início das atividades do Sobrado da Abolição, esse recebeu um total de sete mostras de artes e temáticas, que se relacionam com eventos de relevância cultural e de grande mobilização social em Pacatuba. Em 2017, houve a Exposição de Bíblias, relacionada ao Espetáculo da Paixão de Cristo; o I Concurso de Fotografia; o 11° Salão de Outubro; e A Casa do Papai Noel – sendo que essa teve mais de 8.000 visitantes. Já em 2018, aconteceram as exposições Itapó Caminho das Águas; Legado Ancestral Negro e Pitaguary – vinculada à Festa de Alforria; e Flautas do Mundo.

Sobre o Sobrado da Abolição – Centro Cultural Eduardo Campos

Situado na Rua Major Crisanto de Almeida, onde se situam também o teatro e o museu de Pacatuba, se encontra o Sobrado da Abolição. O prédio se destaca na história da cidade, pois foi cenário de duas expedições científicas, incluindo a Expedição das Borboletas, em 1859. Além disso, foi o lugar em que se outorgou a abolição da escravidão no município e ainda sediou a primeira farmácia municipal, dirigida por Rodolpho Theophilo.

Com a proposta de ocupar equipamentos culturais da cidade, o prédio foi reaberto em 2015 pela produção do projeto Iguarias de CASA, em parceira com a Secretaria de Educação Municipal de Pacatuba. Após a ocupação, o Instituto Eduardo Campos promoveu restauros no Sobrado da Abolição, que durou de dezembro de 2015 a junho de 2016, para garantir maior segurança aos seus visitantes.Passou, então, a acolher grupos de flautas, capoeira e teatro de investigação a partir de um convite da artista e educadora Juliana Capibaribe.

“Desde a sua reabertura para a realização do projeto Iguarias em Cena, a busca para ativação de espaços no centro de Pacatuba visa sensibilizar olhares e proporcionar diálogos com munícipes e turistas para preservação patrimonial da cidade, que recebe o título de nona cidade com o bioma mais preservado do país”, revela a articuladora de todas essas ações no Sobrado da Abolição.

Em agosto de 2017, foi instituído oficialmente o Centro Cultural Eduardo Campos, fomentado pela Prefeitura Municipal de Pacatuba, por meio da Secretaria de Cultura, uma importante parceria para o Instituto Eduardo Campos. Dessa forma, é garantida a manutenção do prédio e da programação de cursos e atividades culturais.

Atualmente, o espaço promove cursos livres nas áreas de dança (Baby Class, Iniciação ao Ballet e Jazz); de música (Canto; Flauta e Violão), além de Capoeira, atendendo por ano mais de 250 pessoas de 3 a 60 anos.O Centro Cultural Eduardo Campos também mantém uma Orquestra de Flautas Doce com 37 participantes, em parceria com o Rotary Internacional, através do Rotary Club de Fortaleza Oeste; e Corpos de Bailes de Jazz e Ballet Infantil, que realizam apresentações na região. O Mestre de Capoeira tem realizado Rodas da Lua mensais, gerando intercâmbio com outros grupos cearenses. Além disso, o espaço promove apresentações artísticas, recebe visitas guiadas patrimoniais e temáticas, durante as exposições.

Serviço:

SALÃO DE FOTOGRAFIA 2018
Data: De 07/07 a 10/08/18

Horário de visitação: Segunda-feira, de 8h às 18h. De terça a quinta-feira, de 8h às 21h. Às sextas-feiras, de 8h às 14h. Aos sábados, de 8h às 11h.

Endereço:Rua Major Crisanto de Almeida, 1926 – Centro- Pacatuba
*Abertura: Sábado (07), a partir das 18h. Programação: Bate Papo com curadores.

Agendamentos de visitas para grupos: sobradodaabolicaopacatuba@gmail.com

Mais informações: (85) 988405516

Entrada gratuita