Florbela Espanca

“Florbela” nasceu de um sonho antigo da atriz Daniella de Lavôr que, desde 2001, pesquisa e estuda a obra de Florbela Espanca. Mas só em setembro de 2009 esse sonho se tornou realidade dando vida à “Florbela”, primeiro solo de sua carreira.


Contando com a parceria da diretora Hertenha Glauce, o trabalho ficou pronto e foi apresentado pela primeira vez no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, onde foi muito bem recebido pelo público e pela crítica. Apresentou-se também no Teatro Celina Queiroz, na Unifor, na Livraria Lua Nova, no Projeto Caminhos da Leitura do Sesc e sofreu uma pequena adaptação para estar no Festival de Esquetes de Fortaleza.

O texto, de Hertenha Glauce e Daniella de Lavôr, é uma transcriação das cartas e do diário de Florbela Espanca, acrescido de poemas e músicas, onde a atriz revive as dores e a angústia da poetisa. O espetáculo tem agora o acompanhamento de um violonista, pontuando cada passagem. É ambientado numa sala/escritório onde Florbela revive sua vida e suas histórias e se apresenta ao público, despida de pudores, em carne viva.


Dia 27 de julho de 2018, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia). Classificação etária: 16 anos.