Fique por dentro! Utilidade Pública

Prefeitura recebe seis toneladas de material reciclável nos Pontos de Entrega Voluntária em escolas municipais

A Prefeitura Municipal de Fortaleza recebeu, somente neste ano, seis toneladas de material reciclável, entregues voluntariamente, nos Pontos de Coleta Voluntária (PEVs), instalados em escolas da Rede Municipal de Ensino.

Este resultado é fruto do empenho de alunos, professores e profissionais da Educação, como agentes multiplicadores das boas práticas propagadas pela Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), durante as atividades de educação ambiental, com ensinamentos teóricos e práticos, sobre armazenamento e descarte adequado de resíduos sólidos.

Todo o material recolhido nos PEVs é encaminhado para a reciclagem, por meio de associações de catadores. Uma das beneficiadas é a Associação de Recicladores Amigos da Natureza (ARAN). A catadora da ARAN Maria Conceição da Silva, que exerce esta função há mais de 30 anos, acredita que este trabalho nas escolas é de extrema importância para o meio ambiente, além de gerar renda para os catadores. “Acho muito importante esse trabalho com os alunos e principalmente com os pais dos alunos. Eles estão se organizando e levando o material reciclável para a escola, e isso está dando muito certo. Lá, eles aprendem a não jogar no meio ambiente um material que pode ser reaproveitado e que também gera renda para os catadores. Quanto mais material, mais geração de emprego, já estamos aumentando o número de catadores da ARAN”, finaliza Maria.

De acordo com a diretora da Escola Municipal Antônio Sales, Diana Bezerra, no bairro Rodolfo Teófilo (Regional III), unidade que possui um PEV instalado, a ação inicial foi a conscientização sobre o descarte correto dos resíduos. “O primeiro passo foi a Seuma conscientizar todos, alunos, professores e comunidade, mostrando que nem tudo que vai para o lixo é lixo. Agora, trabalhamos de forma interdisciplinar. Os professores trazem para a vivência da sala de aula a importância da consciência ambiental e do trabalho diário para colaborar com a diminuição do lixo na rua. Além disso, abordamos que o descarte de resíduos não é só uma questão ambiental, é também social: que o material antes descartado de forma incorreta serve de sustento para muitas famílias. Hoje, vemos que não foi só a comunidade escolar que aderiu à reciclagem de material, e, sim, a comunidade geral do bairro. A ideia está se espalhando”, afirma Diana.

Atualmente, Fortaleza conta com cinco Pontos de Coleta Voluntária, onde é possível descartar vidro, papel, metal e plástico, instalados nas escolas municipais Narciso Pessoa de Araújo; Tertuliano Cambraia; Dois de Dezembro e Antônio Sales, além da Escola de Tempo Integral Professor Joaquim Francisco de Sousa Filho.

As estruturas coletoras são instaladas por meio de parceria de diversos órgãos municipais, como Seuma, Secretaria Municipal de Educação (SME), Secretarias de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acfor), Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (Urbfor), Secretarias Regionais, Coordenadoria das Regionais (Coareg) e Ecofor Ambiental. Além de contar com a participação da comunidade, através de instituições religiosas, associação de moradores, grupos de trabalho cultural e artístico, dentre outros.