Fique por dentro! Mercado Nacional

EDP Open Innovation abre inscrições para startups do Brasil

Concurso global para empreendedores do setor elétrico premiará melhor projeto com 50 mil euros e participação no Web Summit, em Portugal

Inovação e tecnologia estão se tornando áreas cada vez mais importantes para o setor elétrico. Com o objetivo de desafiar e estimular o desenvolvimento de novas soluções para esse mercado, a EDP abre as inscrições para o concurso global EDP Open Innovation 2018. Startups de qualquer país poderão se candidatar até 10 de setembro, por meio dowww.edpstarter.com/openinnovation.

Em sua terceira edição, a competição focará em projetos relacionados às grandes tendências do segmento: descarbonização, com o uso crescente de fontes renováveis; descentralização, com o aumento da geração distribuída; e digitalização, com a busca por serviços mais inteligentes e conectados. A melhor equipe será premiada com 50 mil euros para investir em seu negócio, e os três primeiros lugares terão a oportunidade de participar do Web Summit, evento internacional de tecnologia e empreendedorismo, realizado anualmente em Portugal.

“Depois de premiarmos a cearense Delfos como vencedora em 2016 e a paulistana COSOL como destaque no ano passado, esperamos novamente uma presença massiva de equipes nacionais no concurso”, afirma Lívia Brando, gestora de Inovação da EDP no Brasil. “Em 2017, o Brasil representou 46% do total de inscrições globais, o que comprova a força do ecossistema empreendedor no País”, acrescenta.

Depois de encerrada a fase de inscrições, um júri especializado escolherá dez startups que, em outubro, serão levadas para participar do programa em Lisboa, promovido em conjunto com a Beta-i, uma das principais organizações europeias voltadas ao fomento do empreendedorismo.

No Ceará, a EDP é responsável pela UTE Pecém I, sediada no município de São Gonçalo do Amarante. Em operação desde 2012, a Usina gera 370 empregos diretos e 1.053 empregos indiretos. A atividade da termelétrica foi responsável pela transformação do Ceará de estado importador em exportador da energia elétrica.


Ecossistema empreendedor

As startups que se enquadrarem à estratégia e ao negócio da Empresa poderão ser convidadas a compor o ecossistema empreendedor criado pelo Grupo.

Além do EDP Open Innovation, a Companhia desenvolve iniciativas como o EDP Starter Brasil, programa de aceleração que chega em 2018 à sua segunda edição oferecendo três meses de mentoria a equipes com soluções voltadas para o setor elétrico. A Empresa também criou o primeiro veículo de investimentos de Venture Capital do mercado energético brasileiro, a EDP Ventures Brasil, que vai disponibilizar inicialmente R$ 30 milhões para o financiamento de startups.