Eventos do mercado Fique por dentro!

Lançamento da Expolog debate logística no Brasil pós-paralisação

Nesta quinta-feira, 25, às 19h, no auditório do LC Corporate, em Fortaleza, acontece o lançamento da Feira Nacional de Logística/XIII Seminário Internacional de Logística. Na ocasião será apresentada a programação oficial do evento e o cenário da logística nacional que se relaciona com o tema deste ano: Intermodalidade e conexão global no Brasil pós-paralisação.

A realização da greve dos caminhoneiros, que teve início em maio deste ano, expôs a dependência do modal rodoviário por parte da logística brasileira. Segundo dados da Fundação Dom Cabral, 75% da produção no país é escoada pelas rodovias, seguida da marítima (9,2%), aérea (5,8%), ferroviária (5,4%), cabotagem (3%) e hidroviária (0,7%).

Gargalos

De acordo com o Centro de Estudos em Regulação e Infraestrutura da Fundação Getulio Vargas (FGV-Ceri) alguns dos atuais gargalos da infraestrutura de transporte nacional são reflexos da opção feita pelo Estado brasileiro na década de 1950, quando os governos decidiram priorizar os investimentos na indústria automobilística. Consequentemente, recursos públicos foram quase que integralmente canalizados para a ampliação da malha rodoviária, em detrimento dos transportes por ferrovia e hidrovia.

Soluções Integradas

A Expolog se propõe a debater o tema com grandes nomes do segmento logístico nacional. A feira receberá representantes ainda de diferentes modais apresentando cases de sucesso para transporte de cargas tanto para importação como exportação.

Expectativa

O setor logístico acompanha as ações do governo federal, através do Programa de Investimento em Logística (PIL II), que prevê para os próximos anos mais de R$ 100 bilhões no segmento (ferrovias, rodovias, portos e aeroportos). Um dos objetivos do Programa é reduzir em até 14% o uso das estradas para transportar cargas e fazer com que a participação dos trens para o escoamento mercadorias suba para 31%.