Fique por dentro! Mercado Ceará

EDP é eleita a melhor empresa do setor de Energia pelo anuário Época 360º

EDP é eleita a melhor empresa do setor de Energia pelo anuário Época 360º

Premiação reconhece empresas por seu desempenho financeiro e suas práticas de governança corporativa, inovação, gestão de pessoas, sustentabilidade e visão de futuro

A EDP Brasil, companhia que atua em toda a cadeia de valor do setor elétrico, foi reconhecida pelo anuário Época 360ª, da revista Época Negócios, como a melhor empresa do Brasil no setor de Energia. No Ceará, a EDP é responsável pela UTE Pecém I, sediada no município de São Gonçalo do Amarante. Em operação desde 2012, a Usina gera 370 empregos diretos e 1.053 empregos indiretos. A atividade da termelétrica foi responsável pela transformação do Ceará de estado importador em exportador da energia elétrica.

O anuário selecionou as vencedoras de cada categoria com base em seis critérios – desempenho financeiro, governança corporativa, inovação, pessoas, sustentabilidade e visão de futuro. A partir dessa avaliação, foram elaborados rankings que agruparam as organizações em 27 setores da economia e, de acordo com a pontuação alcançada, elegeram a campeã de cada um.

“O destaque da EDP como melhor empresa do Brasil no segmento de Energia constitui o reconhecimento de um modelo que combina rigorosa governança, foco nas pessoas, gestão ambientalmente responsável e a aposta na inovação constante. Dedico essa premiação a todos os nossos colaboradores”, afirma Miguel Setas, presidente da EDP.

Assim como no ano anterior, a publicação contou com a parceria técnica da Fundação Dom Cabral, responsável por formular a metodologia, conduzir a pesquisa de campo e concluir a pesquisa.

Destaque como uma das mais inovadoras no uso de TI

Além do anuário, a EDP também foi destaque no prêmio As 100 Mais Inovadoras no Uso de TI, realizado pela IT Midia em parceria com a PwC. A ánalise reúne e avalia projetos de TI que geraram impacto nos negócios de empresas brasileiras. A EDP foi reconhecida pelas iniciativas ligadas ao uso da robótica no aprimoramento da digitalização de processos, conquistando o segundo lugar na categoria Utilities e o 13ª no ranking geral, entre 146 projetos. A Companhia foi a primeira colocada no setor de Energia.